• Compartilhar

    Pesquisa Ibope: Robinson, Carlos, Garibaldi e Fátima, e algumas certezas

    Entre as certezas apontadas pela pesquisa estão a total indefinição para o Senado e a perda de votos em quatro anos do atual governador Robinson Faria

    Robinson, Carlos, Garibaldi, Fátima, disputam uma eleição com poucas certezas e muitas dúvidas

    A pesquisa Ibope divulgada pelo jornal Tribuna do Norte nesse final de semana traz inúmeras dúvidas na corrida eleitoral que se inicia no Rio Grande do Norte indicando que tudo pode acontecer em matéria de surpresas, até mesmo nenhuma. A pesquisa ouviu 812 eleitores no período de 14 a 17 deste mês, o que sugere a constatação de uma realidade aproximada em matéria de pensamento de momento do eleitor.

    Entre as certezas da pesquisa está certamente o pífio desempenho do governador Robinson Faria na pesquisa estimulada, já que não faz ainda quatro anos quando ele disputou o segundo turno com seu então adversário Henrique Alves e venceu com boa margem na maioria das cidades do Rio Grande do Norte. Hoje, considerando os dados da pesquisa Ibope, Robinson (PSD) aparece apenas com 9% dos votos na pesquisa estimulada (naquela que o entrevistado fala o nome dos candidatos para o entrevistado escolher), enquanto a senadora Fátima Bezerra (PT) aparece com 31% e o ex-prefeito de Natal, Carlos Eduardo (PDT), com 15%.

    Outra certeza trazida pela pesquisa Ibope e que tem o “protagonismo” do atual governador é a da simulação do segundo turno. Robinson Faria perderia para Fátima Bezerra em um segundo turno por 52% a 16%, e também perderia para Carlos Eduardo por 42% a 17%. No caso da disputa ser entre Fátima e Carlos, o resultado seria de 47% para a petista e 27% para o ex-prefeito de Natal.

    O que dá para se deduzir na simulação de segundo turno em termos de Robinson Faria é que o atual governante do RN e postulante a uma reeleição não tem hoje mais que 17% junto a um eleitorado que já lhe deu vitória com larga margem há quatro anos, mas isso ficou no passado.

    Para o Senado outra certeza que deixa os candidatos em um vendaval de dúvidas: tudo está em aberto e não existem favoritos na disputa das duas vagas. A pesquisa Ibope aponta o atual senador Garibaldi Filiho com 24%, seguido do ex-governador Geraldo Melo com 22%, do capitão Styvenson com 19%, e da deputada federal Zenaide Maia com 18%. As intenções de voto, praticamente dentro ou nas proximidades da margem de erro, indicam que até mesmo a reeleição do senador Garibaldi Filho, sempre um campeão de votos no Rio Grande do Norte, corre risco. Outro dado significativo é a boa posição do ex-governador Geraldo Melo, afastado da política há algum tempo, e que aparece com reais chances eleitorais na segunda colocação antes mesmo do início da campanha de rua e de palanque . Nessa disputa apertada faltam ainda os nomes do deputado Antonio Jácome, líder evangélico incontestável, e da atleta Magnólia Figueiredo.

    Entre as dúvidas apontadas na pesquisa Ibope está o desempenho dos candidatos na espontânea. A própria Fátima Bezerra cai de seus 31% na estimulada para apenas 8% na espontânea, Carlos Eduardo despenca de 15% para 5%, e Robinson cai de 9% para 4%. A dúvida maior nesse caso é até que ponto o eleitor realmente está decidido quando aponta um dos nomes na pesquisa estimulada?

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Revista

    0

    Anos da revista foco.

    0

    Edições da revista foco.

    Aniversário da Revista Foco

    Internet para Todos

    Troféu Mulher Destaque Potiguar

    RN atinge 3,5 milhões de habitantes

    Natal em Natal: A força da beleza e da cultura

    Entidades Médicas fortalecem a profissão

    Mais edições