• Compartilhar

    JOSÉ AÉCIO COSTA: O DÓLAR DANOU-SE

    A crise econômica no Brasil de Temer só piora. Agora a moeda americana disparou e já está praticamente a R$ 4,00 (3,99 nesta terça-feira 21, em suas variações para cima e para baixo. O danado é que agora ele só sobe feito foguete em direção ao espaço. Mesmo que venha perdendo força no mercado exterior, […]

    A crise econômica no Brasil de Temer só piora. Agora a moeda americana disparou e já está praticamente a R$ 4,00 (3,99 nesta terça-feira 21, em suas variações para cima e para baixo. O danado é que agora ele só sobe feito foguete em direção ao espaço.

    Mesmo que venha perdendo força no mercado exterior, diz a notícia lida numa das mídias de comunicação nacional. Ficou ruim para o mercado de consumo interno para produtos importados, o que deve estimular a alta de preços e concorrer para aumentar a inflação. Sem dúvida, uma coisa tem consequência na outra.

    Também ficou péssimo para quem pensa em viajar para o exterior e ainda não se capitalizou com o dólar até o momento. É melhor, talvez, esperar que essa onda alta da moeda passe. E se piorar? Eis aí a questão para ser respondida pelos bam-bam-bam do mercado.

    E por que isso está acontecendo? Digo, a alta do dólar no mercado interno? Ora, seria o clima de incerteza eleitoral no Brasil com pesquisa de intenção de votos recente. Há uma indecisão muito grande no eleitorado, que não se sabe no que vai dar depois que as urnas de 7 de outubro forem abertas.

    Jornalista, desde os tempos da Olivetti e da Remington nas redações, até hoje estou no batente da era digital do computador. Comecei como estagiário, depois profissional provisionado e em seguida passei pelos bancos da universidade federal para assegurar o canudo de papel. Na profissão iniciei como repórter de polícia. A seguir fui promovido a repórter geral, mais adiante setorista de política, fiz jornalismo de economia e não parei mais. Até chegar a repórter especial e ao status invejado de editor e colunista. Imaginem!!! Para garantir o pão nosso de cada dia, também estive trabalhando do outro lado da notícia como assessor de imprensa de assessorias privadas e públicas. Atualmente, escrevo essas mal traçadas linhas neste blog. E é só!

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Revista

    0

    Anos da revista foco.

    0

    Edições da revista foco.

    Aniversário da Revista Foco

    Internet para Todos

    Troféu Mulher Destaque Potiguar

    RN atinge 3,5 milhões de habitantes

    Natal em Natal: A força da beleza e da cultura

    Entidades Médicas fortalecem a profissão

    Mais edições