• Carro e Campo

    Carro e Campo

    Compartilhar

    Tiguan chega com renovações importantes

    A ideia da montadora é fazer uma maior ofensiva com o SUV

    A Volkswagen do Brasil inicia a maior ofensiva de utilitários esportivos da sua história. O Tiguan Allspace é o primeiro de cinco SUVs que serão lançados no mercado brasileiro até 2020. É também o primeiro utilitário esportivo à venda no País desenvolvido sobre a Estratégia Modular MQB, o que possibilitou ao modelo Volkswagen trazer excelente aproveitamento de espaço interno e receber vários recursos de tecnologia e de segurança inéditos no segmento de SUVs premium no Brasil.

    Em sua segunda geração, o Tiguan Allspace começa a chegar às concessionárias no fim de maio em três versões de acabamento e com duas opções de motorização TSI, que combinam injeção direta de combustível e sobrealimentação por turbocompressor para entregar alto desempenho, baixo consumo de combustível e prazer ao dirigir. Pela primeira vez na história, o Tiguan Allspace contará com motor 1.4 TSI Total Flex – que pode ser abastecido com gasolina, etanol ou a mistura dos dois combustíveis em qualquer proporção.

    Outra grande novidade é o retorno da grife “R-Line” ao segmento, com equipamentos exclusivos, design diferenciado e ainda mais esportividade e sofisticação. O Tiguan Allspace R-Line 350 TSI traz o motor 2.0 TSI com 220 cv – mesmo motor do Golf GTI – associado à inédita transmissão DSG de 7 marchas.

    O Tiguan Allspace é equipado nas versões 250 TSI e Comfortline 250 TSI com o motor 1.4l TSI Total Flex. Pertencente à família EA211, esse motor é feito na fábrica da Volkswagen em São Carlos (SP). Tem bloco e cabeçote feitos de alumínio, duplo comando de válvulas no cabeçote (variável na admissão; são quatro válvulas por cilindro) e é equipado com injeção direta de combustível e turbocompressor. Esse motor desenvolve potência de 150 cv (etanol e gasolina) a 5.000 rpm. Seu torque máximo, de 250 Nm (25,5 kgfm), surge já a apenas 1.400 rpm e se mantém até 3.500 rpm, independentemente da mistura de combustível.

    As versões 250 TSI e Comfortline 250 TSI utilizam a transmissão DQ250, com seis marchas, imersa em óleo, reconhecida pela sua eficiência e durabilidade. Ambas as versões têm o mesmo desempenho: aceleração de 0 a 100 km/h em 9,5 segundos e velocidade máxima de 198 km/h (independentemente do combustível utilizado). Números excelentes para modelos que têm pequena diferença de peso: 1.562 kg (250 TSI com cinco lugares) e 1.598 kg (Comfortline 250 TSI com sete lugares).

    E para continuar a ser referência de downsizing em seu segmento, mesmo consumindo etanol (E100), gasolina (E22) ou qualquer mistura desses combustíveis, o motor 1.4 TSI Total Flex traz uma série de novidades em relação ao propulsor 1.4 TSI a gasolina, utilizado na geração anterior do Tiguan.

    A central eletrônica do motor (ECU) traz novos software e hardware. Os pistões e anéis foram redimensionados para os 10 cv extras de potência do motor flexível, que recebeu um catalisador especificamente calibrado para ele. Outras novidades são a guia de válvula que agora tem dupla vedação e a sede de válvulas do cabeçote e as válvulas injetoras com tratamento específico para operar com o combustível de origem vegetal. A sonda lambda passa a ser linear, proporcionando melhor controle na combustão.

    Por causa das características do etanol, o sistema de injeção de combustível do motor 1.4 TSI Total Flex utiliza 250 bar de pressão – como referência, o motor 1.4 TSI a gasolina trabalha com 200 bar. Com isso, a galeria de injeção de combustível foi modificada e está ainda mais robusta.

    Ainda no sistema de ignição, as velas contam com grau térmico específico e geometria diferenciada para funcionar com qualquer mistura de etanol ou gasolina. O motor 1.4 TSI Total Flex utiliza velas de ignição de dupla platina, o que proporciona ignições e faíscas mais rápidas utilizando menos energia. Resultado: excelente durabilidade.

    Conectividade em todas as versões

    Todas as versões do Tiguan Allspace são equipadas de série com sistema Discover Media, que permite conectividade avançada com os smartphones por meio do App-Connect (Android Auto, Apple CarPlay e Mirrorlink). Com tela colorida sensível ao toque (touchscreen) de 8 polegadas com sensor de aproximação, oferece ampla interatividade, com várias opções de informação e entretenimento, além de visual moderno e tecnológico. Permite conexão Bluetooth para até dois celulares e possui três entradas USB – duas na parte dianteira e uma para o banco traseiro.

    Traz também os recursos de comando de voz e navegação integrados, que se destacam pela facilidade de uso e interatividade com o painel de instrumentos, possibilitando uma condução mais segura e confortável. Fotos, vídeos e músicas em diversos formatos são alguns exemplos de mídias que podem ser “lidas”.

    O Discover Media inclui sistema de navegação via satélite e o sistema Think Blue Trainer, que auxilia na condução mais econômica, dando dicas ao motorista.

  • Compartilhar

    Cronos quer marcar novo tempo

    A Fiat acredita que com o novo veículo terá nova vida

    A Fiat diz que o Fiat Cronos é arrojado, moderno, lindo, espaçoso, refinado e inovador conforme algumas das expressões utilizadas para definir o novo Fiat Cronos pelas primeiras pessoas que conheceram o modelo de perto durante as clínicas com compradores de sedãs compactos, realizada recentemente pela Fiat Chrysler Automobiles (FCA).

    E garante que esses adjetivos foram concedidos ao Fiat Cronos com justiça. A começar pelo design de linhas dinâmicas que percorrem e unificam todos elementos da carroceria. O design do Fiat Cronos é envolvente, estimulante, moderno e cheio de personalidade. O Cronos traduz realmente um novo tempo para o desenho dos sedãs no mercado brasileiro. O estilo arrojado aliado à sofisticação se reflete no interior, com muito espaço e modernidade. O olhar é atraído para o sistema multimídia Uconnect Touch de 7 polegadas, em estilo flutuante como um tablet e compatível com Apple CarPlay e Android Auto, de série em quatro das cinco versões, permitindo acessar Waze e WhatsApp, entre outros aplicativos. O equipamento pode ser controlado a partir do volante multifuncional.

    Com cinco versões, duas possibilidades de motores e três opções de transmissão, o Fiat Cronos oferece uma ampla oferta para os mais variados subsegmentos do setor de sedãs. E essa grande variedade de versões possibilita atender uma ampla faixa de preço e necessidades. Conheça todas elas:

    Cronos 1.3

    Opção de entrada, é impulsionada pelo motor Firefly quatro cilindros 1.3 de 109 cv de potência e 14,2 kgfm de torque (ambos com 100% etanol). O câmbio é manual de cinco marchas. Como itens de série há ar-condicionado, direção elétrica, vidros elétricos (dianteiros), trava elétrica, chave com telecomando, rádio com conexões Bluetooth e USB, computador de bordo, volante com comandos de rádio e telefone, display TFT de 3,5 polegadas e alta resolução no painel de instrumentos, pontos ISOFIX, sistema iTPMS de monitoramento da pressão dos pneus, ajuste de altura do banco do motorista, sistema ESS (sinalizador de frenagem de emergência), cintos de segurança de três pontos para todos os ocupantes traseiros, apoio de cabeça central traseiro, volante regulável em altura e outros.

    Cronos DRIVE 1.3

    Em relação à versão anterior, o Fiat Cronos Drive 1.3 acrescenta o sistema multimídia Uconnect Touch 7 polegadas e a segunda porta USB – voltada para os passageiros traseiros.

    Como opcionais estão disponíveis faróis de neblina, banco traseiro bipartido, rodas de liga leve, câmera de ré com linhas dinâmicas, sensor de estacionamento, retrovisores elétricos com tilt down (ajuste automático do espelho do lado do passageiro para uma posição mais baixa nas manobras de ré) e repetidores de seta integrados, vidros elétricos traseiros e alarme.

    Cronos DRIVE 1.3 GSR

    Esta versão é equipada com o motor Firefly 1.3 e câmbio automatizado GSR (Gear Smart Ride) Comfort de cinco marchas com controle por botões no console central, de acionamento simples e intuitivo. O GSR Comfort inclui importantes funções como a Sport, que aciona um modo de condução mais esportivo, e Auto Upshift Abort, que proporciona retomadas mais fortes. A versão traz ainda paddle shifters atrás do volante, pelos quais o motorista pode trocar as marchas manualmente. Nesta configuração o Fiat Cronos tem os melhores números de consumo de combustível da gama, seja com etanol ou gasolina no tanque.

    Também são de série nessa versão, além dos itens do Drive 1.3, o Start&Stop, Ambient Lights, que conferem ao interior do Cronos ainda mais refinamento e sofisticação, controle de velocidade de cruzeiro, apoio de braço para o motorista, vidros elétricos traseiros, retrovisores elétricos com tilt down e repetidores de seta integrados e ainda os seguintes itens de segurança:

    ESC (Controle Eletrônico de Estabilidade) – Garante a máxima dirigibilidade do carro em situações de perda de aderência dos eixos dianteiro ou traseiro, atuando por meio de sensores. As rodas são freadas de forma seletiva automaticamente enquanto a potência do motor pode ser momentaneamente diminuída, permitindo que o veículo tome a direção correta apontada pelo volante.

    TC (Controle de Tração) – Atua diretamente nas condições de rampas íngremes e escorregadias, como por exemplo uma subida com piso molhado. Nessa situação a baixa aderência faria com que as rodas patinassem e o veículo tivesse a dirigibilidade comprometida, mas o sistema diminui eletronicamente o torque nas rodas dianteiras para aumentar a aderência ao piso e garantir uma sequência de movimento segura.

    HH (Hill Holder) – É um assistente para partida em rampas que impede que o carro se desloque para trás nas saídas em trechos íngremes, evitando colisões. O HH ainda atua nas manobras de estacionamento, tanto em subidas quanto em descidas.

    O Fiat Cronos Drive 1.3 GSR ainda pode ser equipado opcionalmente com faróis de neblina, banco traseiro bipartido, rodas de liga leve, câmera de ré com sensor de estacionamento e alarme.

    Cronos PRECISION 1.8

    Com câmbio é manual de cinco marchas, a versão é equipada com motor 1.8 E.torQ Evo VIS de 139 cv de potência e 19,3 kgfm de torque (ambos com 100% de etanol). Esse propulsor tem o sistema de coletor de admissão variável – VIS (Variable Intake System), que garante mais força em baixas rotações. Com até 4.000 rpm o ar que vai para os cilindros passa por um caminho mais longo, favorecendo o torque. A partir daí, uma aleta é acionada fazendo com que o ar percorra trajeto mais curto, incrementando a potência.

    São equipamentos de série dessa versão, além daqueles da Drive 1.3, faróis com luz de posição em LED, rodas de liga leve de 16 polegadas, faróis de neblina, retrovisores elétricos com tilt down e repetidores de seta integrados, vidros elétricos traseiros, banco traseiro bipartido, sensor de estacionamento traseiro e alarme.

    Opcionalmente, o Fiat Cronos Precision 1.8 pode receber ainda air bags laterais dianteiros, câmera de ré com linhas dinâmicas, display TFT de 7 polegadas e alta resolução no painel de instrumentos, ar-condicionado automático digital, espelho retrovisor interno com sensor de ofuscamento, espelhos retrovisores externos com rebatimento elétrico e puddle lamps, Keyless Entry’N’ Go, sensor de chuva, sensor de luminosidade, bancos em couro, maçanetas e frisos das portas cromados e rodas de liga leve de 17 polegadas.

    Cronos PRECISION 1.8 AT6

    Nessa configuração, o Cronos possui câmbio automático de seis velocidades, o mesmo utilizado na picape Fiat Toro e no Fiat Argo. Além de seu funcionamento suave e em perfeita harmonia com o motor 1.8 E.torQ Evo VIS, conta com o recurso Neutral Function, que auxilia na economia de combustível ao desacoplar o motor da transmissão em paradas rápidas de trânsito – o que também evita a incômoda sensação de que o sistema está forçando os freios.

    Além dos itens da versão Precision 1.8, a versão automática traz como equipamentos de série paddle shifters atrás do volante para troca manual das marchas, controle de velocidade de cruzeiro, Ambient Lights, apoio de braço para o motorista, volante revestido de couro e maçanetas e frisos das portas cromados. Os itens opcionais disponíveis para esta versão são os mesmos da Precision 1.8, com exceção das maçanetas e frisos cromados.

  • Compartilhar

    Ecosport chega em nova versão

    EcoSport Storm, nova versão do utilitário esportivo com tração 4WD inteligente e transmissão automática

    A Ford apresentou o EcoSport Storm, nova versão do utilitário esportivo com tração 4WD inteligente e transmissão automática, que amplia a oferta da linha com uma configuração inédita na categoria. Desenvolvido especialmente para o mercado brasileiro, o novo modelo chega ao mercado este mês com os atributos mais desejados pelo consumidor de SUVs: visual marcante, capacidade superior de rodagem e conteúdo completo em itens de conforto, conectividade e segurança. Tudo isso, com um posicionamento de preço que cria uma opção nova e atraente dentro do segmento.

    O EcoSport Storm chama a atenção pelo design ousado e de personalidade. Externamente, é marcado pela nova grade com o nome Storm em relevo, faróis de xênon com máscara negra, capa de estepe rígida na traseira, rodas de 17 polegadas, grafismos e outros detalhes exclusivos, incluindo a cor de lançamento marrom Trancoso. O interior adiciona uma proposta inovadora de estilo aos refinamentos da linha, com painel “soft”, bancos de couro e teto escuros, criando um contraste sofisticado com os frisos em laranja acetinado estrategicamente posicionados na cabine.

    O SUV é equipado com motor 2.0 Direct Flex de 176 cv – o mais potente da categoria –, e nova transmissão automática de seis velocidades com conversor de torque. Seu sistema de tração inteligente 4WD funciona sem a necessidade de intervenção do motorista, distribuindo o torque entre as rodas para garantir uma rodagem mais eficiente e segura sempre que necessário, em pisos irregulares e de baixo atrito como lama, areia, rampas e chuva. A suspensão reforçada e a direção elétrica com novo ajuste acentuam o conforto e a dirigibilidade.

    SUV avançado e completo

    Em termos de conteúdo o Storm vem completo, com o que a linha tem de melhor. A lista inclui sete airbags, sistema multimídia SYNC 3 com tela capacitiva de 8 polegadas – a maior da categoria –, controle de estabilidade com sistema anticapotamento, monitoramento de pressão dos pneus e teto solar elétrico.

    Traz também faróis com luz diurna de LED e acendimento automático, acesso ao veículo sem chave com reconhecimento capacitivo, partida por botão, ar-condicionado automático digital, computador de bordo com tela de 4,2” no painel, câmera de ré, sensor de chuva, som premium da Sony com nove alto-falantes e porta-malas com sistema inteligente de bagagem.

    Com preço de lançamento de R$99.990, ele cria uma opção diferenciada dentro do segmento e reúne atributos para competir tanto com modelos 4×2 como 4×4.

    “Até agora, o consumidor só tinha acesso a um veículo com tração nas quatro rodas e esse nível de equipamentos numa categoria superior, de SUVs médios, por um preço bem maior”, explica Mauricio Greco, gerente geral de Marketing da Ford.

    “O EcoSport Storm custa o equivalente aos SUVs 4×2 topo de linha, mas com a vantagem da tração 4WD e do estilo único.”

    Estilo ousado e robusto

    O EcoSport Storm traz um tempero extra de emoção para o segmento de SUVs, combinando linhas fortes e harmoniosas e atenção aos detalhes no design. Ele segue a proposta do conceito de mesmo nome exibido no Salão do Automóvel de São Paulo em 2016, com grade dianteira e outros elementos inspirados na picape off-road F-150 Raptor.

    “Em um segmento que está cada vez mais urbano o EcoSport Storm traz uma proposta de estilo diferente, voltada para fora da cidade. Ele combina rusticidade e ousadia com requinte e inovação”, diz Fábio Sandrin, gerente de Design da Ford.

    A carroceria oferece quatro opções de cores, incluindo a nova marrom Trancoso, além do branco Ártico, prata Dublin e preto Bristol. Faixas escuras aplicadas no capô e nas laterais dão um toque de esportividade, junto com os espelhos retrovisores, maçanetas, rack e barras de teto na cor cinza Dark London.

    O EcoSport Storm parece mais encorpado e realmente é maior que os outros modelos da linha: tem 88 mm a mais no comprimento (4.357 mm) e é 20 mm mais largo sem os espelhos (1.785 mm). As rodas de 17 polegadas com acabamento em prata Magnetic posicionadas mais para fora da carroceria contribuem para aumentar a musculatura do veículo.

    Na cabine, o volante e os bancos de couro com pespontos em laranja são um detalhe de requinte e personalidade. A central multimídia SYNC 3 conta com tela capacitiva de 8 polegadas e os recursos mais avançados da indústria. Além de conectividade com Apple CarPlay e Android Auto, inclui comandos de voz para áudio, telefone e navegação com mapas do Brasil.

    Potência, conforto e estabilidade

    Ao volante, o EcoSport Storm mostra um excelente compromisso de conforto e estabilidade. Seu sistema de tração 4WD tem um controle inteligente que transfere automaticamente o torque entre as rodas dianteiras e traseiras para otimizar a tração em condições fora de estrada, sem que o motorista precise acionar qualquer comando. Uma tela no painel mostra a distribuição de torque instantânea feita no veículo.

    O motor 2.0 Direct Flex conta com sistema de injeção direta que permite uma pressão mais alta de injeção e melhor controle da queima, resultando em aumento da eficiência e do torque em torno de 15%. A suspensão traseira com sistema independente Multilink e molas de rigidez progressiva melhora consideravelmente tanto o nível de vibração como a capacidade de absorção de impactos.

    A transmissão automática de seis velocidades se caracteriza pela suavidade e bom escalanamento das marchas, com a opção de trocas por comandos no volante (Paddle Shift) para uma direção mais esportiva.

  • Compartilhar

    Ford apresenta novo motor

    O equipamento vai servir para a F-150

    A Ford apresentou nos Estados Unidos o novo motor diesel V6 que vai equipar a linha 2018 da F-150, trazendo a maior potência e capacidade de carga da categoria e um padrão inédito de economia. Além de gerar mais de 250 cv de potência e 60 kgfm de torque, o avançado Power Stroke de 3.0 litros tem alta eficiência energética, com consumo estimado de 12,75 km/l.

    O propulsor também garante ao modelo a maior capacidade de carga útil e reboque do segmento, de 916 kg e 5.170 kg, respectivamente, reforçando a liderança da picape que completou 41 anos como a mais vendida dos EUA. Com isso, a linha F-150 passa a oferecer seis opções de motores no mercado norte-americano.

    Desenvolvido para os consumidores que transportam carga e reboque com frequência, o novo motor V6 3.0 usa a mesma tecnologia do motor de 6.7 litros que equipa a linha de picapes Série F Super Duty para serviço pesado. Ele atinge o torque máximo a apenas 1.750 rpm e tem uma entrega contínua de força em todas as faixas de rotação, ideal para transportar cargas pesadas em longas distâncias.

    O novo diesel V6 tem bloco de ferro grafite compactado, turbo de geometria variável de alta eficiência e sistema de injeção de combustível de alta pressão (29.000 libras por polegada quadrada) para operar de forma suave, silenciosa e com baixas emissões.

    A carroceria de liga de alumínio de alta resistência, de nível militar, introduzida em 2015, é uma das inovações que garantem o nível inédito de eficiência da F-150. Essa construção revolucionária reduz em mais de 300 kg o peso do veículo, abrindo espaço para a instalação de novos equipamentos e ampliação da capacidade de carga.

    Outra novidade do motor V6 3.0 é a substituição da ventoinha elétrica de arrefecimento do motor por um sistema mecânico de embreagem viscosa que garante o seu desempenho mesmo em condições extremas, junto com um sistema ativo de abertura e fechamento da grade do radiador.

    “Sabemos que os motores a diesel concorrentes com ventoinha elétrica perdem potência em calor e altitude extremos. Por isso, optamos por um ventilador mecânico viscoso, capaz de circular muito mais ar através do radiador e do intercooler nessas condições”, explica David Ives, especialista técnico de motores diesel da Ford.

    Em condições moderadas de direção e reboque, a ventoinha é desacoplada e as aletas do radiador são fechadas para melhorar a eficiência aerodinâmica. O novo propulsor vem com uma transmissão automática SelectShift de 10 velocidades especialmente calibrada para otimizar a sua curva de torque. A picape traz também sistema Auto Start-Stop de série para reduzir o consumo de combustível.

     

  • Revista

    0

    Anos da revista foco.

    0

    Edições da revista foco.

    Aniversário da Revista Foco

    Internet para Todos

    Troféu Mulher Destaque Potiguar

    RN atinge 3,5 milhões de habitantes

    Natal em Natal: A força da beleza e da cultura

    Entidades Médicas fortalecem a profissão

    Mais edições